Devido à uma experiência recente, sinto que preciso expor aqui algo muito importante para a igreja brasileira hoje, vou tentar ser o mais breve possível, mas não enxugarei as palavras, pois se trata de um assunto muito sério.

Em Mateus 12:32 Jesus diz: “Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.” E não só em Mateus e pela boca de Jesus é dita “raça de víboras”, mas também em Mateus 23:33; Lucas 3:7 e Mateus 3:7. Mas quero me ater ao versículo em que é Jesus quem está falando, se lermos os anteriores podemos entender para quem a palavra “raça de víboras” está sendo emitida, aos fariseus. Os fariseus eram os crentes de hoje, aqueles que conheciam a Palavra de Deus, dominavam cada linha das escrituras sagradas, cuidavam do templo e ensinavam o Velho Testamento ao povo. Por quê então Jesus os chamou de “raça de víboras”? O significado da palavra víbora no aurélio é: “Nome dado a um grupo de cobras venenosas.” Se formos até Gênesis nós vamos ver outra citação com a palavra SERPENTE, que segundo o aurélio significa: “Réptil da ordem dos ofídios; cobra.” Ou seja, cobra, víbora e serpente são a mesma coisa. Em Gênesis é contado o fato da serpente e de Eva, naquele momento a serpente possuia informações e conhecimentos que Eva não possuia, a serpente ( diabo ), se aproveitou da inocência de Eva e a enganou, manipulando-a a fazer a sua vontade, como diz em Gênesis 3:13: ‘E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi.” Há um outro versículo em que Paulo alerta os irmãos da igreja de Coríntios assim: “Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.” Quando Jesus chamou os fariseus de “raça de víboras” ele não os estava simplesmente “xingando”, ele os estava comparando com a serpente do Jardim do Édem, Satanás! Pois os fariseus enganavam o povo e manipulavam o povo, pois eles possuiam um estudo maior, um conhecimento maior, eram SUPERIORES. E Paulo diz aos de Coríntios basicamente uns 60 anos depois da morte de Cristo que pessoas como os fariseus ainda existiam, inclusive ele foi um desses, pois era fariseu circuncidado, e matou muitos cristãos, ele tambem sabia do que estava falando. E hoje? Ainda existe no meio da igreja, fariseus, “raças de víboras”? Jesus os chama assim pois assim como a serpente de Gênesis enganou duas pessoas, naquela época homens estavam agindo guiados pelo mesmo espírito de engano e manipulação que levou Adão e Eva a perecer, a palavra de Deus diz que o povo perece por falta de conhecimento! Não se deixe ser enganado por “raça de víboras”, busque o conhecimento de Deus em Sua Palavra, muitos hoje tem enganado e manipulado muitos porque estão em posições favoráveis, tanto de posto como de conhecimento, não espere receber ajuda de outros para conhecer Deus e suas promessas, busque em Sua Palavra, e jamais você será enganado como Eva e Adão foram, e como muitos são hoje, esse espírito não tem nome, esse espirito é o próprio Diabo! Denunciemos o engano no meio do corpo de Cristo! O Evangelho de Cristo e dos Apóstolos não é o que tem sido ensinado hoje, o que tem sido ensinado hoje é ENGANO e MANIPULAÇÃO!!! Vamos olhar para Cristo e aprender sobre ele Nele. Não nos Fariseus de hoje!!! E peço que andemos nos analisando todos os dias, para que não venhamos fazer o mesmo e sermos comparados ao Diabo!

Anúncios